‘Desafiando os limites’ e o recorde de velocidade de 50 anos de Burt Munro

‘Desafiando os limites’ e o recorde de velocidade de 50 anos de Burt Munro

1
1561
0
sexta-feira, 30 junho 2017
Automobilismo

“Desafiando os Limites” (The World’s Fastest Indian), filme de 2005, conta a história de Burt Munro (Anthony Hopkins), sexagenário neozelandês que trabalhou ao longo de pelo menos 25 anos em sua moto, uma Indian Scout 1920 totalmente adaptada, para correr no mítico deserto de sal de Boneville, em Utah (EUA), ao longo da década de 1960. Burt mantém até hoje o recorde de velocidade do local para motos de até 1.000 CC: 320 km/h, obtido em 1967.

Burt (Anthony Hopkins) fabrica as próprias peças da motocicleta para deixá-la cada vez mais veloz – Reprodução

Persistente, Burt desafia os céticos e o próprio corpo (ele tem um problema cardíaco) em busca de sua utopia. Praticamente surdo, o sexagenário mora na própria garagem, onde junta ferramentas e o que sobrou de restos de peças da moto construídas por ele mesmo qual fossem troféus. Acorda cedo, urina metodicamente todos os dias em um limoeiro no quintal e sai com a barulhenta moto para correr na praia antes mesmo do sol raiar.

Bonachão, faz amizade com quem vê pela frente, o que torna seu carisma muito maior do que qualquer incômodo à vizinhança antes do canto dos galos.

A amizade e a utopia de Burt, aliás, fazem com que os moradores da pequena cidade neozelandesa de Invercargill organizem uma vaquinha para ajudá-lo na viagem aos Estados Unidos. O montante, somado às economias dele durante a aposentadoria, auxiliam principalmente em sua road trip da Califórnia (onde aporta o navio cargueiro que o traz desde a Nova Zelândia) para Utah, a caminho de Bonneville.

Ao chegar à pista, após mais algumas amizades ao longo do caminho, Burt encontra alguns obstáculos. Ele não fizera a inscrição em tempo hábil para poder correr. Além disso, suas adaptações na motocicleta, consideradas rústicas e perigosas, somadas à idade avançada, são entraves apontados pelos fiscais para que ele não participe do torneio de velocidade.

O feito de Burt em Bonneville completa em agosto 50 anos e será homenageado – Reprodução

Porém, a determinação do protagonista e sua jovialidade (ele diz ter internamente 18 anos e viver mais 5 minutos em cima de uma motocicleta do que muita gente ao longo de toda a existência) obrigam os organizadores a reconsiderar a decisão inicial. Para o bem da velocidade.

Homenagem à altura

O feito de Burt Muron na planície de sal de Boneville será homenageado em agosto, quando completa 50 anos. Seu sobrinho-neto, Lee, guiará uma moto fabricada pela norte-americana Indian Motorcycle especialmente para a ocasião. O veículo recebeu o nome de “Spirit of Munro”.

Leonardo Guandeline

78 posts | 7 comments

Menu Title