Corrida disputadíssima em Pocono e vitória surpreendente de Will Power

Corrida disputadíssima em Pocono e vitória surpreendente de Will Power

Like
1102
0
terça-feira, 22 agosto 2017
Fórmula Indy

Neste final de semana, a Fórmula Indy desembarcou no tradicional tri-oval de Pocono, para a segunda prova de 500 milhas da temporada – a outra etapa é a famosa 500 Milhas de Indianápolis – e a 14ª etapa da temporada.  Essa pista voltou a fazer parte do calendário da Indy, em 2013 após um longo período ausente. Trata-se de um circuito com característica ímpar. Essa pista possui um percurso de duas milhas e meia com três curvas de inclinações diferentes. A curva um com 14 graus, a curva 2 com 8 graus e a curva 3 com 6 graus de inclinação, o que cria um desafio extra para o acerto ideal do carro para pilotos e engenheiros.

Essa etapa chega a um momento muito importante de definição de campeonato, já que a Indy entra na reta final. A diferença entre os líderes do campeonato, Josef Newgarden (453 pontos), Helio Castroneves (446 pontos), Scott Dixon (445 pontos) e Simon Pagenaud (436 pontos) estava bem próxima.

Helinho, um dos postulantes ao título, teve um dia ruim no sábado e conquistou apenas uma 20ª posição, após sofrer um acidente forte na curva 1 na abertura da volta durante o treino de classificação. Para a largada, os outros postulantes, Dixon pegou a 9ª posição, Newgarden a 14ª colocação e o Pagenaud foi o melhor entre eles, e conquistou a 2º posição. Takuma Sato acabou sendo o Pole Position.

Para a largada, devido a boa largura da reta principal, partindo lá de trás, Hélio Castroneves conseguiu ganhar diversas posições e logo alcançou a 11ª posição. Takuma Sato e o brasileiro Tony Kanaan que largou da 4ª posição travaram o primeiro duelo pela liderança da prova. Com algumas voltas em andamento, enquanto que Kanaan assumia definitivamente o posto de primeiro lugar, Sato desabava e perdia várias posições. Foi assim o início de prova.

À partir da 30ª volta, outros pilotos figuravam como líderes. Além de Tony Kanaan, Alexander Rossi e Scott Dixon se revezavam algumas vezes na liderança da corrida. Dixon foi quem permaneceu a maior parte da prova na liderança até a 100ª volta. Enquanto isso, os pilotos da Penske não viviam uma tarde muito feliz. Hélio Castroneves e Josef Newgarden pouco avançavam da 10ª posição.

À partir da segunda metade da prova, a liderança da prova passavam pelas mãos de Ryan Hunter-Reay, Graham Rahal e Tony Kanaan que voltava a figurar por alguns momentos na liderança. Até que na volta 125, uma bela panca na curva 1 entre James Hinchclife e J.R. Hildebrand obrigou o acionamento da andeira amarela.

Na sequência da prova, Kanaan e Rahal continuam travando belos duelos pela liderança. Porém, a surpresa estava reservada para o final. A equipe Penske com Will Power e Josef Newgarden passaram de uma prova discreta, escondida no meio do pelotão, para postulantes a vitória. Como em maratonas, fazem os fundistas, que guardam energia para o final.

A equipe Penske cresceu no final da prova. Foto: Indycar.com / Galeria de fotos.

A Penske acertou a mão na estratégia para esses dois pilotos. Power teve um problema que o jogou para as últimas posições durante a prova. Mas nesse momento da corrida, Power já tinha recuperado diversas posições e se encontrava em uma janela de parada diferente dos ponteiros. Na volta 157, Will Power assumiu a liderança. Rahal teve queda de rendimento nessa altura da prova. Quando Power parou nos boxes na volta 162, ele tinha aberto a diferença necessária para retornar na liderança da prova.

Josef Newgarden deixou para fazer a parada nos boxes na volta 182 e embalou nas últimas vinte voltas. Alexander Rossi e Newgarden lutaram pela segunda posição e o americano da Penske se deu bem. Kanaan passou um bom tempo na quarta posição, próximo dessa briga mais à frente.

E quem imaginava que Power estava sossegado na liderança? Se enganou! Newgarden para se consolidar ainda mais na liderança do campeonato, partiu para cima e travou um belo duelo caseiro entre os dois pilotos da Penske. Power fez até manobras para cortar o vácuo de Newgarden. A luta foi dura até a última curva da última volta. Power conseguiu se manter à frente e conquistar mais uma vitória em Pocono na carreira. O líder do campeonato, Josef Newgarden terminou em segundo, Alexander Rossi foi o terceiro. Tony Kanaan perdeu a quarta posição para Simon Pagenaud e teve que se contentar com a 5ª posição. Dixon terminou na 6ª posição e Helinho foi o 7º colocado.

A classificação atualizada só com os 5 primeiros do campeonato:

A próxima etapa da Indy, será no próximo sábado, dia 26 de agosto, no oval que retorna ao calendário da Indy, o circuito de Gateway em Madison. Restam apenas 3 etapas para o término do campeonato.

 

Foto de capa: Indycar.com / Galeria de fotos.

 

Redator da matéria: Paulo Arnaldo, de São Paulo

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo, paulista, CEO da Poliesportiva, jornalista, apresentador e narrador esportivo. Conhecido no meio jornalístico como P.A., Paulo Arnaldo tem vasta experiência desde 2008 no jornalismo e[...]

555 posts | 2 comments

Menu Title