Conheça Guilherme Giovannoni, ídolo do Lobos Brasília

Conheça Guilherme Giovannoni, ídolo do Lobos Brasília

Like
175
0
quinta-feira, 13 agosto 2020
NBB

A Rádio Poliesportiva conta desta vez, sobre a história do ex-ala/pivô de 40 anos, Guilherme Giovannoni, que ganhou vários títulos ao longo de sua trajetória pelo basquete, tanto pelos clubes onde passou, quanto com o uniforme da seleção brasileira. Assim, a Coluna Garrafão Verde-Amarelo desta semana, vai contar sobre a trajetória de Giovannoni pelo mundo da bola laranja.

Por Lucas Vilela, Santo André – SP

INÍCIO DA CARREIRA DE GIOVANNONI

O ala/pivô que hoje está com 40 anos, começou sua carreira no Pinheiros em 1997. Logo depois, teve passagem por dois times da Espanha, Fuenlabrada e Gijón. Posteriormente, retornou para o Brasil, onde atuou no Pinheiros. Em 2002, chegou na Itália, por lá foi Campeão Italiano 2005/06 e da Copa Itália 2004, Nas quartas de final, passou pelo Metis Varese. Logo depois, na semifinal, despachou o Oregon Scientific Cantù, na final venceu o Scavolini Pesaro. Assim,  ambas as conquistas foi atuando pelo Pallacanestro Treviso.

Mais tarde, em 2009, foi campeão da EuroChallenge 2009, pelo Bologna. Assim, o time italiano se classificou em 1º no grupo G da competição. Posteriormente, na fase quartas de final, eliminou o time alemão Telekom Baskets Bonn. Mais tarde, Proteas EKA AEL. Contudo, na grande final do torneio, passou pelo Cholet, da França, por 77 x 75.

COMEÇO DE UMA ERA NO LOBOS BRASÍLIA

Neste mesmo ano, voltou ao Brasil, desta vez para o Lobos Brasília. Logo na sua primeira temporada na equipe do Distrito Federal, sagrou-se campeão do NBB, o Campeonato Brasileiro de Basquete, na edição 2009/10. Assim, na primeira fase, venceu 21 vezes e perdeu apenas cinco. Nas fases eliminatórias, passou pelo Bauru, depois pelo Minas e na final desbancou a equipe do Flamengo. Giovannoni ficou na seleção do NBB. Além disso, o jogador venceu a Liga Sul-Americana após bater o próprio Mengão na final e foi escolhido como o MVP da competição.

Na edição seguinte, o Lobos se classificou para a próxima fase depois de ter vencido 20 e perder apenas oito. Nas quartas, venceu o Unitri/Uberlândia, na semi passou do Pinheiros e conquistou o bicampeonato após bater o Franca. Giovannoni estava novamente presente na seleção do torneio, foi MVP da NBB e das finais, e foi eleito o jogador mais valioso.

Na temporada de 2011/12, O Lobos Brasília, foi tricampeão de modo consecutivo. Na decisão, o clube venceu o São José. Novamente estava na seleção do torneio e foi novamente MVP das finais. Posteriormente, no ano de 2013, levantou o título da Sul-Americana, desta vez, na final derrotou o Aguada, do Uruguai e foi o melhor jogador da liga. Em 2014/15, estava presente no time ideal do NBB e foi campeão de novo da Sula, após bater o San Martin de Corrientes, da Argentina.

TÍTULOS E PRÊMIOS PELO BRASÍLIA

Pela equipe, foi campeão sete vezes. Sendo três Brasileiros e de modo consecutivo (2009/2010, 2010/2011, 2011/2012) três Liga Sul-Americana de Basquete (2010, 2013, 2015) e um troféu João Herculino em 2011. Além disso, foi MVP do NBB em 2010/2011, MVP das finais do NBB (2010/2011, 2011/2012) MVP da Liga Sul-Americana (2010 e 2013). Assim, também estava na seleção do NBB (2009/2010, 2010/2011, 2011/2012 e 2014/2015).

GIOVANNONI NA SELEÇÃO BRASILEIRA

Pela seleção brasileira , foi ouro na Copa América 2005 e 2009, Santo Domingo e San Juan, respectivamente. Foi ouro no Sul-Americano de 2003, em Montividéu, no Uruguai. Além disso, conquistou o Pan-Americano de 2003, em Santo Domingo.


Foto destaque: Reprodução/Tom Pennington/Getty Images

Lucas Vilela

Lucas Vilela

Lucas Vilela, 18 anos, cursando faculdade de jornalismo, gosto muito de esportes, quero estar falando, cobrindo vários deles, mas o meu maior sonho dentro do âmbito esportivo e cobrir o super bowl, [...]

56 posts | 0 comments

Comments are closed.