Com final eletrizante, Mogi das Cruzes bate o Universo/Vitória e embala com seu segundo triunfo seguido no NBB

Com final eletrizante, Mogi das Cruzes bate o Universo/Vitória e embala com seu segundo triunfo seguido no NBB

Like
1093
0
domingo, 12 novembro 2017
Basquete

O Novo Basquete Brasil mal começou e os jogos já têm reservado minutos eletrizantes. Foi o que ocorreu na partida entre Mogi das Cruzes/Helbor x Universo/Vitória, pela segunda rodada da temporada 2017/2018 do torneio; e a partida foi emocionante, principalmente no último quarto. O jogo ocorreu na tarde deste sábado (11), no Ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes, e o time da casa saiu vitorioso e alcançou o seu segundo triunfo, mas não teve vida fácil, pois o Vitória teve uma excelente recuperação. A diferença que chegou a ser de 22 pontos,  mas a equipe baiana encostou no último quarto, preocupando o time liderado pelo técnico Jorge Guerra, o Guerrinha. O jogo foi definido somente nos segundos finais e o placar final ficou em 80 x 75.

Com a Rádio Poliesportiva você pôde acompanhar a transmissão da segunda rodada do NBB com a narração de Marcelo Delmiro, os comentários e operação técnica de Gabriel Max e reportagens de Ivan Marconato. A partida teve um gosto especial para a torcida mogiana, pois servia como uma espécie de revanche, após o Jaguá ter enfrentado o Leão nas quartas de final da temporada passada do NBB, que teve o Leão como vencedor no quinto jogo dos playoffs. Confira agora como foi a partida e as entrevistas feitas ao final do jogo.

Primeiro quarto

O início da partida mostrou um Mogi muito ligado e com a mão calibrada, já que os arremessos de três pontos eram convertidos de maneira consecutiva, principalmente nas mãos de Jimmy, que anotou dois deles. O time treinado por Guerrinha se mostrava compenetrado em abrir vantagem logo no começo, e isto refletiu no comportamento dos dois lados da quadra. Pelo lado baiano, do técnico Régis Marrelli, o Universo/Vitória não emplacava uma boa sequência de ataques e abria espaço para as investidas do Mogi. Ao fim do quarto o placar mostrava uma boa vitória da equipe anfitriã por 24 a 15.

Segundo quarto

Assim como no primeiro quarto, o Mogi se mantinha tranquilo, com um basquete bem apresentado, mas aos poucos o Vitória ia se encontrando no jogo. Quem conseguiu segurar a “bronca”, e teve destaque com nove pontos convertidos no período foi o pivô Caio Torres, do Mogi. Mas no decorrer do segundo período o Mogi passou a errar mais; com o aproveitamento total caindo consideravelmente, mas nada que diminuísse a sua vantagem no placar, até então. O treinador do Vitória, Régis Marrelli, resolveu buscar emparelhar o jogo, e Kurtz anotou 6 pontos em 8 possíveis. Assim, o placar final do segundo quarto, em específico, já se mostrou mais equilibrado, com uma diferença de apenas três pontos, porém na somatória do primeiro tempo, mostrava 50 a 38 e o prejuízo da equipe baiana subia para 12.

A Rádio Poliesportiva transmitiu ao vivo, Mogi das Cruzes/Helbor x Universo Vitória direto e ao vivo do Ginásio Professor Hugo Ramos em Mogi das Cruzes – FOTO: Ivan Marconato- Rádio Poliesoportiva

Terceiro quarto

No terceiro período, parecia que o jogo já estava definido, pois o Mogi voltou ter uma boa sequência de arremessos;e a diferença que estava em 12, no início do quarto, subiu para 22. O Vitória se mostrava ansioso e não tinha êxito nas infiltrações e arremessos de média distância, mais próximos à linha dos três pontos. Só que antes do término do quarto, o Vitória aproveitou-se  de alguns erros defensivos do Mogi, com destaque para o armador Dawkins aparecer e organizar o Leão novamente. Ao fim de mais um quarto, o placar era de 68 a 54.

 

Quarto período

 

Com um jogo consistente, o Mogi das Cruzes/Helbor partiu para o último quarto de jogo com uma postura mais conservadora, e viu um Universo/Vitória em ritmo acelerado, na busca da virada na casa do Mogi. A diferença de 14 pontos construída em todo o jogo, caiu para apenas três pontos após boas jogadas feitas por Kurtz e André. Faltando pouco mais de 2 minutos, o ritmo da partida passou a ser outro, com muita tensão em ambos os lados. Coletivamente, o Vitória seguia bem e o que parecia ser uma derrota certa se transformou em recuperação. O Mogi recisou do apoio de sua torcida no “Hugão” e o incentivo veio para o Jaguá manter-se na frente. Quando faltavam pouco mais de 30 segundos para o apito final,  houve a definição do jogo.  O ala Shamell, do Mogi das Cruzes/Helbor, anotou mais dois pontos e a distância passou a ser de cinco; Na sequência do lance de Shamell, o Universo/Vitória até tentou, mas já não tinha mais jeito e o fim de jogo chegou, com a vitória do time paulista por 80 a 75.

 

Próximos compromissos

 

Foi a segunda vitória consecutiva dos mogianos na competição, em duas rodadas disputadas e a boa sequência dá forças ao time de Jorge Guerra, que irá enfrentar o Vasco, no Rio de Janeiro no próximo sábado (18), às 14 horas. Já o técnico Régis Marrelli terá bastante tempo para preparar o time e corrigir os erros apresentados nas duas partidas apresentadas e em que o rubro-negro baiano ainda não venceu. O próximo compromisso do Universo/Vitória será somente no dia 29, às 20h30, no Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, na cidade de Salvador.

Ao final da partida,  o ala Jimmy, e o ala-pivô Fabrício do Mogi das Cruzes Helbor; além do pivô Murilo, do Universo Vitória, conversaram com o repórter Ivan Marconato.  Ouça abaixo:

Jimmy – Mogi das Cruzes/Helbor

Fabrício- Mogi das Cruzes/Helbor

Murilo – Universo Vitória

 

 

Foto em destaque: Antônio Penedo/Mogi-Helbor

 

Reportagens e edição de entrevistas: Ivan Marconato

 

Redator da Matéria:  Gabriel Max, de São Paulo 

 

Gabriel Max

Meu nome é Gabriel Max, mineiro de Campo do Meio (sim, está no mapa, pode procurar), mas criado na capital paulista. Jornalista formado desde 2014, pela Universidade Nove de Julho, em São Paulo. Po[...]

193 posts | 0 comments

Menu Title