Exclusiva: conheça as características de Magic Paula como Vice-Presidente da CBB

Exclusiva: conheça as características de Magic Paula como Vice-Presidente da CBB

Like
222
0
segunda-feira, 05 abril 2021
Basquete

Antes de mais nada, a lenda do basquetebol brasileiroMagic Paula, foi recém-eleita Vice-Presidente da CBB (Confederação Brasileira de Basquete). Assim, em exclusiva à Rádio Poliesportiva, a nova VP da CBB contou sobre quais características da Paula jogadora pode-se esperar como gestora.

Por: Eric Filardi, de São Paulo.

De antemão, Guy Peixoto Jr foi reeleito presidente. Por outro lado, Magic Paula foi eleita a primeira vice-presidente mulher na história da entidade, justamente no Dia Internacional da Mulher (8 de março). Mas apesar de para alguns parecer uma nova gestora, Paula já trabalha há duas décadas com gestão do esporte. Dessa forma, contou sobre quais características permanecem e quais mudam num dos maiores desafios pós-quadra:

“Jamais me faltou entrega, paixão, disciplina e a consciência de que um time se fortalece quando entendemos o papel de cada um neste contexto. Sempre gostei de fazer o time jogar em quadra e não tem sido diferente nestas duas décadas em que me dedico a gestão do esporte. Tem várias coisas da quadra que não se transportam para o dia a dia de uma gestão, mas tantas outras que se falam e são convergentes. Eu posso dizer uma coisa ‘todos os dias aprendo muito e estou neste movimento pelo basquete feminino para aprender’. A vida é um eterno aprendizado”, enfatizou a Vice-Presidente.

“Quem não arremessa não sabe se a bola vai entrar! Tem que ter coragem, não medo de arriscar” – Magic Paula

Sobre a possibilidade de “se queimar”, algo comum com muitos ex-atletas que tentam a carreira de gestores e técnicos e acaba não dando certo, Magic Paula é certeira: “Quem não arremessa não sabe se a bola vai entrar e uma das características do atleta é a coragem, não ter medo de arriscar”.

“Acertar e errar, faz parte de qualquer profissão. Claro que não estou aqui de paraquedas, por ter sido uma jogadora que foi campeã mundial ou medalhista olímpica. Aceitei este convite porque me preparei para assumir este jogo, o jogo com olhar de dentro e fora das quadras. Estou como gestora nestas duas últimas décadas e sempre me reciclando e mais do que a teoria (primordial para qualquer profissional) vale demais a prática, o dia a dia, entender as pessoas e fazer todo mundo jogar junto”, contou a lenda do basquete brasileiro.

Por fim, contou sobre projetos já iniciados, o crescimento do basquete feminino e a valorizou da CBB:

“Claro que tenho minhas ideias, mas neste exato momento estamos fazendo um diagnóstico e, ao mesmo tempo, em conjunto com todas as áreas da CBB, trabalhando um plano de futuro. O pensamento é construir em grupo, com várias cabeças pensantes e já disse algumas vezes que a CBB não é do Guy, da Paula… é do basquete do BRASIL”, finalizou.

Foto destaque: Edição / Poli

Eric Filardi

Eric Filardi

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova me cativa. Bem-vindo a rádio de todos os esportes. Bem-vindo a Rádio Poliesportiva. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos[...]

236 posts | 0 comments

https://docs.google.com/spreadsheets/d/1izZLGz7it19teR839S0enlfi2W1drJQlmkiw4YDks2w/edit#gid=0

Comments are closed.