Brasileiros dominam perna australiana com 4 vitórias em 3 etapas

Brasileiros dominam perna australiana com 4 vitórias em 3 etapas

2
153
0
terça-feira, 11 maio 2021
Surf

Os brasileiros dominam o surf recentemente. Ítalo Ferreira, Gabriel Medina, Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb conquistam quatro vitórias nas três etapas de surf disputadas na Austrália. Portanto, confira o resumo das atuações.

Por: Vanessa Trois, São José dos Campos-SP.

A conquista de Ítalo Ferreira e a final verde-amarela

Antes de mais nada, o domínio do pódio foi absoluto e começou com uma semifinal sendo disputada por três brasileiros e um australiano. Ítalo Ferreira levou a melhor em um duelo contra Filipe Toledo e conseguiu uma vaga para a final. Em seguida, do outro lado da chave, Gabriel Medina competiu contra o australiano Morgan Cibiliti, e o paulista e também se classificou. Sendo assim, o surf ganhou em uma final verde-amarela no Rip Curl Newcastle Cup, em Newcastle, na Austrália: Ítalo x Medina. Entretanto, melhor para Ítalo Ferreira que, além de conquistar o título, passou a ser o número 1 do ranking.

Rip Curl Narrabeen Classic e Gabriel Medina campeão

Logo depois, veio Rip Curl Narrabeen Classic, que aconteceu em Sidney. Nesta etapa masculina, tivemos o Medina como campeão sobre o californiano Conner Coffin, que fez uma boa bateria mais não conseguiu superar. 

“É uma sensação incrível conseguir fazer uma performance como essa”, disse Gabriel Medina. “Foi uma final com boas ondas e bastante oportunidades para surfar e eu acertei todos os meus aéreos”.

Não foi só homem, não! Tatiana Weston-Webb é Brasil no surf feminino

Tatiana Weston-Webb também brilhou, conquistou e foi vice-campeã feminina. Já na semifinal, a gaúcha enfrentou a havaiana e tetracampeã mundial Carissa More e venceu. Na final, a californiana Caroline Marks achou as melhores ondas para vencer, mas a brasileira subiu para 3º no ranking das três etapas disputadas.

Margaret River Pro e dobradinha brasileiro: Filipe e Tatiana

Logo depois, em Margaret River Pro, a dobradinha brasileira foi com Filipe e Tatiana conquistando os dois títulos. Os brasileiros subiram ao pódio e comemoram com todos que estavam presentes na praia. A gaúcha já abriu a disputa com a sua melhor onda na final, que lhe rendeu uma nota 8,5. Após acertar uma rasgada e finalizar a onda com uma batida muito difícil, Weston conseguiu mais uma nota 5, somando 13,50 no total. Enquanto a surfista Stephanie somava 6,83 e um 6 totalizando 12,83. Já faltando sete minutos para o final, Tati pegou uma onda grande e finalizou com 7,73, vencendo a bateria.

Por fim, da mesma forma, disputando a última bateria do evento, a final masculina foi entre Filipe Toledo e Jordy Smith. Além disso, o brasileiro fez em suas duas melhores ondas as maiores notas da bateria, conseguindo surfar forte e continuou com a mesma estratégia de ficar mais embaixo posicionado para pegar a onda e utilizou novamente sua rasgada como manobra chave para vencer. Toledo venceu Smith e ficou com o 3º lugar na classificação geral. Dessa forma, o surfista está atrás de Ítalo e Medina, que lidera a WSL.

Foto Destaque: Reprodução/WSL

Vanessa Trois

Sou a Vanessa Trois, recém graduada em jornalismo pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), apaixonada por escrita e esporte. Sempre gostei muito de esportes e entrei no jornalismo para focar e[...]

6 posts | 0 comments

Comments are closed.