As dinastias Bernadinho: de jogador à treinador, um vencedor nato

As dinastias Bernadinho: de jogador à treinador, um vencedor nato

1
640
0
quinta-feira, 16 julho 2020
Ace Histórico

Os fortes traços de personalidade e as explosões em quadra são, sem dúvidas, características marcantes de um dos maiores vencedores do vôlei. Multicampeão, como jogador e, principalmente como treinador, a coluna Explorando o Bloqueio, traz essa semana, a vitoriosa e gloriosa carreira de Bernadinho.

Por: Lucas Ribeiro,São Paulo, SP

BERNADINHO COMO JOGADOR

Embora, indiscutivelmente seja lembrado mais por seu trabalho como técnico, a carreira de jogador de Bernadinho também conta com muitas conquistas. O carioca de 60 anos, traçou sua jornada de jogador pelos times do próprio Rio de Janeiro, como Fluminense, Flamengo, Vasco e, dessa forma sagrou-se campeão brasileiro em 1981.

Portanto, o levantador, se credenciou assim, como atleta da seleção brasileira. Convocado pela primeira vez em 1979, Bernadinho pode fazer parte de todos os títulos da famosa Geração de Prata, e posteriormente, estar em Los Angeles 84, quando revolucionaram o vôlei no Brasil.

INÍCIO DE UM TREINADOR INESQUECÍVEL

Dessa maneira, já consagrado como jogador, ele se lançou em um novo desafio, ser técnico de vôlei. A princípio, se juntou a seu ex-treinador Bebeto de Freitas, onde foi auxiliar da seleção brasileira masculina nas Olimpíadas de Seul 88. Posteriormente, para ser treinador efetivo, foi para a Itália onde comandou Perugia e Modena, entre 1990 e 1992.

Em 1994, contudo, Bernardo retornava à seleção brasileira, agora a feminina e como treinador principal. Desde sua chegada, já foi adquirindo títulos, como o Grand Prix e dois vices, um no Mundial e outro na Copa do Mundo. Então, dessa forma, em Atlanta 96, trouxe a primeira medalha olímpica da seleção feminina na história, ao conquistar o bronze. Em seguida, outra medalha, novamente um bronze, em Sidney 2000. Em suma, o técnico deixava o posto, com várias medalhas, algumas inéditas, e partiria para sua dinastia mais consagrada, treinador da seleção masculina.

A ERA DOURADA

De fato, como técnico da seleção masculina fez história, são incontáveis os títulos. Assim que assumiu em 2001, o Brasil chegou em todas as finais olímpicas, sangrando-se campeão em duas oportunidades. Sendo assim, em 16 anos de sua era, foram entre os títulos de maior expressão, 2 ouros e 2 pratas olímpicas, 3 Campeonatos Mundiais, 8 Ligas Mundiais, 8 Campeonatos Sul-Americanos, duas Copas do Mundo de vôlei e dois Jogos Pan-Americanos.

Entretanto, após vencer a última olimpíada em casa no Rio 2016, Bernadinho, achou que era a hora de encerrar o ciclo. Portanto, no ano seguinte 2017, passou o bastão para seu companheiro de Geração de Prata, Renan Dal Zotto. No entanto, a decisão de parar não se aplicaria em sua carreira completamente. O treinador seguiria a frente de um de seus projetos mais vitoriosos, o vôlei feminino no Rio.

BERNADINHO, A CARA DO RIO

O time feminino de vôlei do Rio, é sem dúvidas, o maior vencedor do país. Em contrapartida, muito desse sucesso se deve ao seu comandante, Bernadinho. Com ele, a equipe carioca se estabeleceu soberana no Brasil por muito tempo, desde que o treinador chegou em 2004. Dessa maneira, o time de 2004/05 a 2012/13 esteve em todas as finais, curiosamente todas contra o maior rival Osasco.

Logo, em 20 anos de projeto, foram 12 Superligas vencidas, sendo 14 finais consecutivas. Contudo, além da principal competição nacional, a equipe carioca ainda anotou em seu currículo o tetracampeonato do Sul-Americano e Copa do Brasil. A conta não para por aí, ainda tem mais 15 campeonatos cariocas, além de títulos de menor expressão. A única competição não vencida, foi o tão sonhado mundial.

ESTILO DE JOGO E PERSONALIDADE

Em suma, toda essa extensa lista de títulos é graças a um estilo de jogo e treino único, além de uma personalidade marcante. São cotidianas as vezes que Bernardo quer arrancar a camisa, joga a prancheta no chão ou afasta os microfones. Traços de uma perfeccionista extremo, que pensa sempre apenas em vencer. Tirar os jogadores da zona de conforto, e exaustivos treinos fazem do seu estilo de jogo ser tão vencedor e eficiente.

Desse modo, inegavelmente, Bernadinho construiu quem sabe a dinastia mais vitoriosa da história do vôlei no Brasil. De fato, é muito difícil obter tanto sucesso como jogador e treinador, no entanto, o técnico não só conseguiu, como o fez com maestria e versatilidade. Seja, em clubes, seleção masculina ou feminina, Bernadinho é sinônimo de sucesso, eficiência e títulos.

Foto Destaque: Divulgação/Veja

Lucas Ribeiro

O jornalismo foi algo algo que aconteceu. Sou um amante de esportes nato, de todos os esportes, isso é o que me faz feliz e nisso que quero seguir. Entre estádios e ginásios, trabalhar com esportes[...]

92 posts | 0 comments

Comments are closed.

Menu Title