Arthur Nory sonha em ser maior medalhista olímpico do Pinheiros

Arthur Nory sonha em ser maior medalhista olímpico do Pinheiros

Like
340
0
sexta-feira, 08 novembro 2019
Outros Esportes

Depois de quase dois meses entre preparação e a disputa do Mundial de Ginástica Artística de Stuttgart 2019, Arthur Nory está de volta. Na manhã da última terça-feira (5) o atleta concedeu entrevistas e posou para fotos oficiais, após a conquista do ouro na Barra Fixa. O resultado foi muito comemorado pelo atleta e por toda a comissão do Esporte Clube Pinheiros, casa de Nory desde os 11 anos. O atleta foi recebido para uma homenagem, pelo feito histórico, já que foi o melhor resultado de um brasileiro no aparelho. E, de fato, já não é novidade que o ginasta esteja se destacado no cenário nacional. Mas o que chamou a atenção dos jornalistas, foi a determinação em brigar para ser o maior medalhista da história do Pinheiros.

View this post on Instagram

Após sagrar-se campeão mundial na barra fixa, Arthur Nory retorna ao Brasil e fala sobre a grande conquista @arthurnory é uma das “pratas da casa” do Esporte Clube Pinheiros, tendo iniciado na ginástica artística aos 11 anos, idade considerada tardia para a modalidade. No entanto, desde que passou a se dedicar aos treinos junto a equipe pinheirense e sob o comando dos técnicos Cristiano Albino e Hilton Dichelli Jr., o jovem ginasta, que hoje tem 26 anos, não só demostrou que era possível chegar ao alto rendimento como tem tido uma constante evolução em sua carreira. O ginasta, que já começa a pensar no seu próximo desafio, em Tóquio 2020, aproveita a ocasião para receber a imprensa e dar mais detalhes sobre a sua importante conquista e como pretende dar continuidade em sua preparação, na busca por mais um resultado.

A post shared by Esporte Clube Pinheiros (@ecpinheiros) on

Para que este feito seja alcançado, Nory terá de “driblar” as dores, quase crônicas no joelho. Com isso, precisará dosar ainda mais a preparação. O ginasta comentou sobre o assunto com os repórteres e você pode conferir abaixo como isso impactará até a disputa de Tóquio 2020.

 

 

Juntamente com outros cinco ginastas, Nory fez parte da seleção que se classificou para a próxima Olimpíada. Ficando com o 10º lugar entre países, a marca permite que o Brasil leve quatro representantes para Tóquio 2020. O atleta comentou sobre a conquista da vaga e como isso o motivou para a conclusão do torneio.

 

 

Próximo passo

 

Entre seus resultados mais recentes, esteve nos Jogos Pan-Americanos de Lima, onde garantiu três medalhas: um ouro por equipe e duas pratas, uma no individual geral e outra na barra fixa. E, pelo visto, as metas de Nory são audaciosas, já que ele revelou o desejo de buscar superar atletas como César Cielo e Gustavo Borges, ambos nadadores, que são os maiores medalhistas do clube. Cielo possui duas medalhas de ouro e um bronze, já Borges detém quatro medalhas, duas de bronze e duas de prata. Porém, no caso de Gustavo Borges, três medalhas foram conquistadas com as cores do Pinheiros. Assim, Nory lutará para ultrapassar os nadadores.

 

 

O técnico de Arthur Nory, Cristiano Albino também falou sobre o feito de seu comandado. Albino fez questão de enaltecer as qualidades e, principalmente o comprometimento do atleta no caminho até a medalha. Portanto, confira abaixo a entrevista completa com o técnico.

 

 

Pinheiros - Arthur Nory

Arthur Nory durante entrevista coletiva, com a medalha de ouro do Mundial de Stuttgart. Foto: Ricardo Bufolin/EC Pinheiros

 

Após o período de descanso, com o término do Mundial, Nory voltará os olhares novamente para Tóquio e para seu sonho agora com o ouro mundial em sua bagagem, o que consolida ainda mais sua carreira no esporte.

 

Foto em destaque: Ricardo Bufolin/EC Pinheiros

 

Gabriel Max

Gabriel Max

Meu nome é Gabriel Max, mineiro de Campo do Meio (sim, está no mapa, pode procurar), mas criado na capital paulista. Jornalista formado desde 2014, pela Universidade Nove de Julho, em São Paulo. Po[...]

194 posts | 0 comments

Comments are closed.