Após susto no Pacaembu, São Paulo vira contra o Atlético-PR e ganha força na briga para se manter longe do Z4

Após susto no Pacaembu, São Paulo vira contra o Atlético-PR e ganha força na briga para se manter longe do Z4

Like
990
0
domingo, 15 outubro 2017
Brasileirão Série A

A noite deste sábado (14) foi de mais um teste para o coração do torcedor do São Paulo, já que o Tricolor recebeu o Atlético Paranaense, no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu e precisou reverter o placar adverso diante do Furacão. Mais de 26 mil espectadores estiveram no estádio e acompanharam a vitória do São Paulo por 2 a 1, com gols de Lucas Pratto e Maicosuel, em jogo válido pela 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2017. Além da vitória, Lucas Pratto quebrou um tabu, após ficar 11 rodadas sem balançar as redes e Maicosuel anotou seu primeiro gol com a camisa do tricolor paulista. Agora, com o resultado positivo e com a derrota da Ponte Preta, também neste sábado, o São Paulo não voltará para a zona de rebaixamento e ganha ainda mais força contra a zona da degola.

Furacão chegou a liderar o placar, mas São Paulo se recuperou e venceu o time paranaense por 2 a 1. Foto: Rubens Chiri / Sãopaulofc.net

A equipe da Rádio Poliesportiva esteve no Pacaembu e trouxe cada lance da virada do tricolor, com a narração de Murilo Franco, com os comentários e operação técnica de Ramoni Artico e reportagens de Eduardo Verdasca. Se você perdeu algum lance deste ótimo jogo, confira aqui o resumo e as entrevistas realizadas ao final da partida.

O São Paulo, treinado por Dorival Júnior, foi escalado com: Sidão; Éder Militão (Araruna), Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros, Hernanes, Marcos Guilherme, Lucas Fernandes (Maicosuel) e Cueva (Jucilei); Pratto.

Já o Atlético Paranaense, do técnico Fabiano Soares foi a campo com a seguinte formação: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Nicolas (Nikão); Pavez, Matheus Rossetto (Ribamar), Guilherme, Sidcley e Douglas Coutinho; Pablo (Felipe Gedoz).

 

Primeiro tempo

 

Vencer ou vencer. Esta era a ordem para os jogadores do São Paulo, que precisavam muito de um resultado positivo, já que haviam saído derrotados na última quarta-feira (11), fora de casa, contra o Atlético Mineiro. O primeiro tempo da partida começou e a pressão pela vitória foi aumentando cada vez mais.

O primeiro lance de perigo veio aos sete minutos, após falta sofrida por Hernanes, o próprio meia do Tricolor ajeitou a bola e bateu firme para o gol, mas o goleiro Weverton, do Furacão, estava bem posicionado e fez a defesa com tranquilidade. Até os dez primeiros minutos o São Paulo detinha o domínio da posse de bola e apresentava um número de 67% de tempo com a bola nos pés.

O jogo estava truncado e com poucas chances reais de gol. A torcida são-paulina só voltou a ver seu time voltar com perigo aos 31 minutos, após Hernanes recuperar a bola e lançar o atacante Marcos Guilherme, que recebeu a bola pelo lado esquerdo e bateu cruzado, obrigando Weverton a espalmar a bola, no rebote do arqueiro dos rubro-negros, não tinha ninguém do São Paulo para completar para o gol.

O primeiro tempo continuava sob o domínio do time treinado por Dorival Júnior, mas a pressão e o nervosismo não deixavam o tricolor se soltar para buscar o gol. Tanto é, que somente aos 44 minutos da primeira etapa Hernanes se desvencilhou da marcação em bela jogada e chutou de bico para o gol, mas Weverton, mais uma vez, defendeu o chute do meia.

 

Segundo tempo

 

O segundo tempo da partida mal havia começado e o Furacão deu um banho de água fria nos planos do tricolor, pois logo aos quatro minutos Sidclei fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou para Felipe Gedoz, que acabara de entrar. Gedoz cabeceou e Sidão tentou segurar, mas a bola escapou de suas mãos e ficou limpa para Douglas Coutinho completar. Assim o furacão abria o placar e botava ainda mais pressão nos são-paulinos.

A torcida presente no Pacaembu já se mostrava impaciente com as poucas chances criadas até então. Aos 12 minutos Militão cabeceou quase na linha da pequena área, mas Weverton mais uma vez estava ligado e fez a defesa. Não demorou muito e a impaciência dos tricolores começou a virar esperança, já que aos 14 minutos Cueva percebe a arrancada de Lucas Pratto e deixa o atacante de cara com o gol. O argentino recebeu o passe açucarado e bateu cruzado, empatando a partida e encerrando uma “seca” de onze jogos sem marcar gols com a camisa são-paulina.

O Atlético-PR sentiu o baque após o gol sofrido e não conseguia fazer pressão contra a defesa tricolor. O time treinado por Fabiano Soares, com exceção do gol marcado no início da etapa complementar não criava chances de perigo contra o gol defendido por Sidão. O jogo continuava com o domínio do tricolor, mas o sistema defensivo do furacão seguia neutralizando os ataques arquitetados por Cueva e Lucas Fernandes.

Maicosuel comemora seu primeiro gol com a camisa do São Paulo e ajuda a tirar o time da zona de rebaixamento na 28ª rodada. Foto: Rubens Chiri / Sãopaulofc.net

O jogo começou a tomar ares dramáticos para a torcida tricolor, mas aos 37 minutos de jogo a virada chegou. Pavez erra um passe no meio de campo e o sistema defensivo do furacão se atrapalha e Cueva tem liberdade para conduzir a bola até os pés de Maicosuel, que estava entrando na área pelo lado esquerdo do ataque, o meia do tricolor, que havia entrado na partida no lugar de Lucas Fernandes recebeu a bola e bateu para o gol na saída do arqueiro atleticano e marcou o seu primeiro gol com a camisa do São Paulo, incendiando a torcida do tricolor no Estádio do Pacaembu. O resultado estava tirando o São Paulo da zona de rebaixamento.

Após o gol marcado, o São Paulo se fechou, com a entrada de Jucilei, no lugar de Cueva, que saiu aplaudido, após as duas assistências feitas. O Atlético, apesar de se lançar ao ataque com a entrada de Ribamar, não chegou a fazer pressão até o fim da partida. Aos 46 minutos, ainda deu tempo de Nikão ser expulso, após cometer falta em Maicosuel fora do lance.

 

Próximos compromissos

 

Agora o tricolor terá mais um jogo importante para tentar escapar da segundona, já que enfrentará o Fluminense, fora de casa, na próxima quarta-feira (18), às 21h45. Já o Furacão também fará mais um jogo longe de seus domínios e irá até a Bahia, para jogar contra o Vitória, no Estádio do Barradão, na próxima quinta-feira (19), às 20 horas.

 

Gols da partida

Confira os gols de São Paulo 2 X 1 Atlético Paranaense. Narração de Murilo Franco, comentários de Ramoni Artico e reportagens de Eduardo Verdasca. Confira:

 

Reportagens pós jogo

Militão – Lateral do São Paulo:

 

Hernanes – Meia do São Paulo:

 

Reportagens: Eduardo Verdasca
Edição: Paulo Arnaldo

 

Foto de capa: Paulo Pinto / Sãopaulofc.net

 

Redator: Gabriel Max, de São Paulo.

Gabriel Max

Gabriel Max

Meu nome é Gabriel Max, mineiro de Campo do Meio (sim, está no mapa, pode procurar), mas criado na capital paulista. Jornalista formado desde 2014, pela Universidade Nove de Julho, em São Paulo. Po[...]

194 posts | 0 comments