André Góes projeta um Franca competitivo na temporada: "Sabemos do peso da camisa"

André Góes projeta um Franca competitivo na temporada: "Sabemos do peso da camisa"

1
298
0
terça-feira, 01 setembro 2020
Basquete

Um dos melhores jogadores do último NBB, o ala André Góes falou com exclusividade para a Rádio Poliesportiva. A saber, o jogador foi um dos reforços contratados para o Franca nessa temporada. Com isso, o atleta está de volta ao clube do interior paulista, onde jogou entre 2018 e 2019. Além disso, o ex-Mogi comentou como foi tomar a decisão de retornar para a Capital do Basquete e suas atuações com a camisa do Jaguar na edição 12 do Novo Basquete Brasil. Enfim, ainda comentou sua rotina de treinos, durante a quarentena.

Por Caíque Ribeiro, de São Paulo-SP

ENTREVISTA COM O ALA ANDRÉ GÓES, DE FRANCA

RETORNO PARA FRANCA

– Qual a sensação de estar retornando para Franca nessa temporada?

A sensação de estar retornando é ótima. Estou muito feliz e contente e durante todo esse processo de quarentena, que foi um ano diferente, foi também um momento de ansiedade, de demora para fechar todos esses acordos, mas estou feliz e contente com minha volta e a repercussão dos torcedores e todo o apoio que recebi foi bem legal e gratificante. Estou feliz por estar de volta.

– Como foram os detalhes para esse seu retorno a Franca? Houve alguma conversa sua direto com o Helinho?

Foi tudo bem rápido na verdade. Não tive conversa direto com o Helinho. Quem resolve mais essas questões é o meu agente mesmo. Mas eu tive mais conversas com o Elinho Corazza e o Lucas (Lucas Dias) na semana, entendendo como seriam os planos da equipe e se iriam ficar também. Então, quando apareceu a proposta, as coisas já estavam claras na minha cabeça para tomar uma decisão e sem dúvida, creio que foi a melhor para a continuidade da minha carreira.

TEMPORADA EM MOGI E ROTINA NA PANDEMIA

– Você considera que a última temporada foi a melhor de sua carreira no Mogi?

Considero sim. Acho que individualmente foi a melhor temporada da minha carreira. Os números foram bem expressivos em um time que estava jogando muito bem e vencendo muitos jogos, que é o principal. E isso deu mais ênfase na minha temporada individual, pelas vitórias coletivas e pela força do time. Fizemos um bom Paulista, uma boa Champions League e um bom NBB. Apesar de não sermos os favoritos, estávamos sendo competitivos.

– Como que está sua rotina de treinamentos durante a pandemia?

Durante a pandemia, teve momentos bem distintos, houve um momento de parada total, onde tive com ajuda ter uma academia em casa e onde fiquei descansando. Em Santa Catarina, as coisas começaram a flexibilizar mais cedo, na questão de academias e quadras, com todos os cuidados claro. Eu consegui treinar em um bom tempo da quarentena, então me preparei bem para me apresentar bem na equipe e começar a pré-temporada em um bom nível de parte física.

EXPECTATIVAS PARA A TEMPORADA

– André Góes, nesse ano, a probabilidade de os primeiros jogos da temporada serem sem torcida é muito grande. Quanto você acha que impacta atuar sem a torcida no Pedrocão?

Realmente, vai ser muito diferente. Nunca aconteceu isso na minha carreira, um jogo oficial sem torcida. Acredito que todos sairão perdendo, nós jogadores, os fãs, o campeonato. E temos visto com a volta da NBA, do futebol, que a torcida faz a diferença e perde um pouco do fator casa, com a pressão. Mas temos que acostumar com isso, da mesma forma que quando jogarmos fora será em ginásios “neutros” também. A gente sabe que não vai ter esse apoio presencial, mas sabemos que a torcida fanática de Franca nos irá apoiar como der.

– Quais são suas expectativas para essa temporada, visto que além de Franca, várias equipes se reforçaram bem, como Bauru e São Paulo em âmbito estadual e também Flamengo, Minas e Unifacisa em âmbito nacional?

– A expectativa da grande, sabemos que vai ser uma temporada desafiadora, mas a gente está se preparando para brigar lá em cima, por títulos. Sabemos o peso que a camisa de Franca tem, da força que temos aqui, com os jogadores que ficaram, quem veio, quem estava na base, que podem ser efetivos no adulto. Sabemos que muitos times se reforçaram, mas muitos também mudaram bastante. Tem sido recorrente isso nos últimos anos e acaba sendo difícil fazer previsões de elencos novos. Vamos tentar nos preparar o mais rápido possível para estar jogando um ótimo basquete e com o passar do campeonato a gente ver quem serão os favoritos. Mas estamos muito confiantes que temos uma equipe forte para brigar e surpreender na temporada.

POSSÍVEL REESTREIA DE ANDRÉ GÓES CONTRA BAURU 

– Sua estreia pode acontecer logo em um Bauru x Franca, grande clássico. Qual sua expectativa para esse jogo que pode ser muito especial para você?

Com todo esse tempo de parada, qualquer jogo seria bem especial para nós. Mas claro que a gente sabe do peso de um clássico entre Bauru x Franca, mas vai ser um jogo bem atípico, onde acho que as duas equipes vão sentir bastante, mas é uma rivalidade e os dois times vão querer começar o campeonato da melhor maneira possível. Mas estamos nos preparando para ter uma boa temporada e ter logo um primeiro jogo desses de alto nível vai ser bom para vermos nosso nível e como será o campeonato daqui para frente.

Enfim, como dito na entrevista, André Góes e a equipe de Franca iniciarão o Campeonato Paulista de Basquete 2020 fora de casa. Dessa forma, os francanos abrem a competição no dia 1º de outubro, quando enfrentam o Bauru. Enfim, o clássico do interior paulista será no Ginásio Panela de Pressão, casa do Dragão.

Foto destaque: Reprodução/Newton Nogueira/SESI Franca Basquete.

Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro

Olá, sou o Caíque e tenho 19 anos e uma paixão imensa por esportes. Resolvi me tornar jornalista esportivo por esse amor e ter um compromisso de trazer a informação mais próxima de você leitor.[...]

124 posts | 0 comments

Comments are closed.