Amanda Nunes x Megan Anderson – Prognóstico da luta co-principal do UFC 259

Amanda Nunes x Megan Anderson – Prognóstico da luta co-principal do UFC 259

13
2105
0
sexta-feira, 05 março 2021
UFC

Neste sábado (06), teremos o UFC 259. O evento irá ocorrer na UFC APEX, em Las Vegas e terá como destaque três disputas de cinturões. Sendo assim, é um dos eventos mais aguardados pelos fãs no ano. Na luta co-principal teremos o duelo entre Amanda NunesMegan Anderson. A brasileira sobe ao octógono para defender o cinturão peso-pena (até 66 kg) pela segunda vez e se consolidar ainda mais como um dos maiores nomes da história do MMA. 

Por: Diego Piñeyrua Neto, do Rio Grande do Sul. 

Amanda Nunes 

Antes de mais nada, a campeã de duas divisões do UFC, a brasileira Amanda Nunes, que vai fazer a segunda defesa de cinturão no peso-pena. Natural de Pojuca, Bahia, a Leoa já é um dos maiores fenômenos e um dos nomes mais respeitados no mundo do MMA. Sua estreia no octógono do UFC ocorreu em agosto de 2013, quando derrotou Sheila Gaff, via nocaute técnico. Desde então, Amanda “varreu” a divisão peso-galo, derrotando grandes nomes da categoria. Conquistou o cinturão ao derrotar Miesha Tate via nocaute, em julho de 2016.

Defendeu o título da divisão vencendo atletas como: Valentina Shevchenko, Raquel Pennington e Holly Holm. Entretanto, sua grande vitória foi na primeira defesa de título contra a ex-campeã Ronda Rousey. Por sinal, Ronda sempre dominou amplamente o peso-galo. No duelo, Amanda “atropelou” a americana com um nocaute fulminante em dezembro de 2016. Ainda assim, a atleta da American Top Team não parou por aí e subiu de divisão para buscar mais um feito.

Ser a primeira mulher a ostentar dois cinturões simultâneos de diferentes divisões do Ultimate. Desse modo, desafiou a compatriota Cris Cyborg. Como resultado, um nocaute brutal em dezembro de 2018, que agitou o mundo do MMA. A Leoa é uma atleta com fome de vitórias. É a lutadora que mais venceu dentro da organização: No total de 13 vezes. A brasileiro tem um jogo de muita explosão. Golpeia duro. Luta com inteligência. É uma atleta completa. Para muitos, o maior nome da história do MMA Feminino. Neste sábado ela sobe ao octógono para superar mais um obstáculo e manter seu reinado na maior organização de MMA do mundo.

Megan Anderson

Por outro lado, teremos a australiana Megan Anderson. A atleta natural de Gold Coast, Queensland, é ex-campeã peso-pena do Invicta FC. Chegou ao UFC para “encorpar” a divisão, que na época era dominada por Cris Cyborg. Sendo assim, fez sua estreia em junho de 2018, quando foi derrotada para Holly Holm. A atleta da Glory MMA seguiu sua jornada com um cartel instável. Entretanto, em seus dois últimos combates saiu vitoriosa. Possui um cartel de 11 vitórias e quatro derrotas. Sua última aparição foi em fevereiro de 2020, quando derrotou a brasileira Norma Dumont via nocaute.

Megan Anderson é uma atleta com base no muay thai. A australiana trabalha na longa distância por conta de sua altura (1,83m) e envergadura (1,83m). Nesse sentido, prefere a luta em pé para tirar proveito desses atributos. Contudo, tem um jogo razoável de solo. Já obteve vitórias via finalização, mas está longe de ser uma área que ela domine. Megan sabe do tamanho do desafio que terá pela frente. Mas também sabe que se tem uma luta que ela pode fazer história, é nessa.

Aposta indicada e palpite

Por fim, no canto vermelho do octógono, defendendo o cinturão peso-pena feminino, teremos campeã Amanda Nunes. Uma atleta completa, que dispensa apresentações. Sendo assim, deve explorar o ponto fraco de Megan que é o jogo de solo. Vai buscar golpear, fintar e tentar a queda para resolver a luta no ground and pound. Contudo, se a luta se mantiver em pé, tem totais condições de nocautear sua oponente.

No corner azul, a desafiante Megan Anderson. A australiana sabe do tamanho da encrenca que terá pela frente e sua única chance é manter a distância sob seu controle. Sendo assim, deve buscar golpear em linha reta e utilizar chutes na linha de cintura para abalar a brasileira. Diante do cenário apresentado, o palpite da Rádio Poliesportiva é de que a brasileira irá manter o cinturão e vencer o duelo via nocaute ou finalização, com a betwarrior pagando 1,30.

Foto destaque: Reprodução/paradigmsports

Diego Piñeyrua Neto

Natural de Bagé, Rio Grande do Sul. Pai do Martín e Valentina. Administrador de Empresas. Aficionado por MMA. Criador do @ufcoctogono no Instagram. Grêmio, Churrasco, Cerveja e Rock'n Roll!

35 posts | 0 comments

https://www.instagram.com/ufcoctogono/

Comments are closed.

Menu Title