No início do returno da Superliga Masculina, líderes mantêm supremacia e Maringá surpreende

No início do returno da Superliga Masculina, líderes mantêm supremacia e Maringá surpreende

Like
161
0
segunda-feira, 13 janeiro 2020
Superliga Masculina

Com a maior parte dos jogos disputados no sábado, a rodada da Superliga Masculina teve o placar de 3 a 0 na maioria dos confrontos realizados. Além disso, o líder Sada Cruzeiro chega a 33 pontos e atinge 11 vitórias em 12 partidas

Por: Clinton Dias, de São Paulo, SP

A Superliga Masculina caminha de pouco a pouco rumo à fase decisiva. Diante disso, todo jogo é disputado até o final. Neste fim de semana, a 11ª rodada foi marcada pelas vitórias dos primeiros colocados contra os piores posicionados. Portanto, houve poucas mudanças na tabela de classificação, em que o Cruzeiro segue na ponta, seguido por EMS Taubaté Funvic , SESI-SP e SESC-RJ. Por outro lado, América Vôlei e Ponta Grossa Vôlei permanecem nas últimas posições.

A princípio, na abertura da rodada, no sábado(11), o Fiat Minas bateu o Vôlei UM Itapetininga, por 3 a 0, na Arena Minas. Com parciais de 26/24, 25/20 e 25/20, o time mineiro chegou à sexta vitória e ficou com 18 pontos, enquanto os paulista pararam nos 13. 

Candidatos ao título vencem e Maringá vira em Campinas

Se no início da Superliga, o Taubaté e o SESI-SP seguiam imbatíveis, aos poucos o cenário mudou. Principalmente, com a crescente do Sada Cruzeiro pós Mundial de Clubes

No segundo jogo do sábado, o próprio Sada Cruzeiro bateu o Pacaembu Vôlei Ribeirão, no Riacho. Logo após fazer 25/20, 21/25, 25/22 e 25/14, os mineiros mantiveram a vantagem na liderança. Em contrapartida, a equipe paulista atingiu sua oitava derrota. Além disso, o central Otávio levou o troféu VivaVôlei

Pouco depois, às 19h, duas partidas foram realizadas simultaneamente. O vice campeão SESI-SP, em pouco mais de 1h, bateu o lanterna Ponta Grossa Vôlei por 3 a 0, com parciais de 25/18, 25/23 e 25/21. O time da capital paulista chegou aos 28 pontos. Por outro lado, o Ponta Grossa está estacionado nos 3. Abaixo dos paulistas, o SESC-RJ vem na sequência, após bater o América Vôlei. Na mesma toada, os cariocas fizeram 25/22, 25/19 e 25/22 e seguem na 4ª posição. Por outro lado, os mineiros estão apenas com 6 pontos, na penúltima colocação.

No último jogo do sábado, o EMS Taubaté Funvic voltou a triunfar na Superliga. Portanto, após ganhar fora de casa do Apan Blumenau, a equipe do Vale do Paraíba continua na caça à liderança. Com parciais de 18/25, 21/25 e 20/25, os paulistas teve confronto relativamente fácil. Entretanto, os catarinenses que chegaram a ser 5º colocado, viu a sua quinta derrota seguida e agora está na 9ª colocação. Logo após o embate, o levantador Rapha conquistou o troféu Viva Vôlei

Por fim, na única partida do domingo, o Denk Academy Maringá venceu fora de casa o Vôlei Renata. No único resultado surpreendente da rodada, os paranaenses ganharam de virada dos campineiros. Sendo assim, com 25/23, 20/25, 27/29 e 28/30, o Maringá chega à 5ª vitória e ocupa a 7ª colocação. O Vôlei Renata ainda segue na 5ª posição com 22 pontos. 

Foto em destaque: Marcos Ribolli/Vôlei Renata

Clinton Dias

Clinton Dias

O esporte foi o princípio para eu escolher o jornalismo como profissão. Entretanto, quero trafegar todas as áreas jornalísticas, em busca do conhecimento e da verdade para repassar aos que precisam.

55 posts | 0 comments

Comments are closed.