Muita emoção na última rodada das Eliminatórias Sulamericanas

Muita emoção na última rodada das Eliminatórias Sulamericanas

Like
69
0
quinta-feira, 12 outubro 2017
Eliminatórias Sul Americanas

Brasil 

O Brasil viveu dois momentos distintos nessas Eliminatórias. A primeira parte foi turbulenta, dura e preocupante. Os resultados não vinham, as exibições estavam bem abaixo do esperado e o contestado técnico Dunga sofria uma pressão absurda. Foi aí que tudo se transformou! A CBF ouviu um clamor de um país que pedia e ecoava nos estádios um só nome: “Tite, Tite, Tite.”

A estréia do vitorioso treinador e a transformação da seleção brasileira começou no Estádio Olímpico de Atahualpa contra a então sensação das Eliminatórias, a seleção equatoriana. Um 3 a 1 com uma exibição fantástica da dupla Neymar e Gabriel Jesus. Naquele jogo se via um novo time mas que manteve os pés no chão, desde então esta nova seleção não perdeu mais. Foram apenas dois empates nos últimos jogos já com a classificação garantida após várias rodadas de antecedência.

O Brasil conquistou o primeiro lugar e acima de tudo vai conquistando o mais importante. O respeito novamente dos adversários.

O menino Gabriel Jesus vive um momento mágico. O atacante se torna ao lado de Neymar uma das esperanças para a Copa do Mundo. FOTO: SITE OFICIAL CBF

 

URUGUAI 

A Celeste está mais uma vez na Copa do Mundo. Os Uruguaios disputam a sua terceira Copa seguida, a exemplo do Brasil. O início da competição não foi fácil para a seleção. Tropeços e péssimas exibições colocaram o experiente técnico Oscar Tabarez na corda bamba.

Mas uma geração jovem e com muito talento virou o jogo para os uruguaios. Liderados pelos astros Luizito Suárez e Edison Cavani, a celeste encaixou uma sequência de ótimos jogos e vitórias. Tabarez conseguiu achar um bom esquema tático e acima de tudo uma mescla que encaixou perfeitamente de  jogadores jovens e experientes. E esta fórmula levou a tradicional seleção uruguaia a mais uma Copa do Mundo. Alô Rússia! A celeste vem aí!

A copeira e tradicional Celeste está mais uma vez na Copa do Mundo. A vaga foi conquistada contra a Bolívia na última rodada com muita tranquilidade.
FOTO: FACEBOOK OFICIAL SELEÇÃO URUGUAIA DE FUTEBOL

 

ARGENTINA 

Drama. Essa é a definição perfeita para o que viveu a forte e poderosa seleção argentina. Erros administrativos da AFA, trocas de técnicos, problemas extra campo e jogadores abaixo tecnicamente. Esses foram os principais motivos que levaram os Hermanos a viverem um dos piores momentos de sua história gloriosa. A campanha foi complicada desde o início com o técnico Tatá Martino, que começou a caminhada da Argentina pelas Eliminatórias. Nesse momento, já se via ali que as coisas não estavam acontecendo e os resultados não estavam vindo. Martino acabou dando lugar a Edgardo Bauza que carregava com si uma forte desconfiança de boa parte dos hinchas e periodiastas argentinos. Patòn priorizou a base do elenco nos times da Argentina, mas isso não agradou muito os torcedores. Esses jogadores que continuaram até o fim das eliminatórias foram duramente criticados e não conseguiam jogar um bom futebol. O tempo ia passando e o time colecionava tropeço atrás de tropeço e a pressão em Bauza era absurda. Foi então que a AFA jogou a sua última cartada. O bicampeão da Copa América com a Seleção chilena, Jorge Sampaoli aceitou o enorme desafio de colocar a Argentina na Copa e evitar uma verdadeira tragédia.

Porém, Sampaoli cometia os mesmos erros dos antecessores Martino e Bauza. Ele insistia com algumas peças e com esquemas táticos que não funcionavam. As três últimas rodadas foram com muito sofrimento para os Hermanos. Empatando dois jogos seguidos em casa contra Venezuela e Peru, a decisão ficou para o Estádio Olímpico de Atahualpa em Quito no Equador. A Argentina precisava da vitoria para não depender de ninguém e para chegar no mínimo a vaga de repescagem. E o jogo tinha traços de muito drama e era considerado pelos argentinos como uma final de Copa.  O sofrimento ficou maior quando o Equador saiu na frente com Romário Ibarra com menos de um minuto de jogo.  Mas os argentinos têm um craque e um dos maiores jogadores da história. Lionel Messi sempre foi cobrado e contestado pelos argentinos por não jogar o que joga no Barcelona. A partida decisiva, Messi mostrou por que é um gênio. La pulga colocou a bola no braço e decidiu o jogo fazendo três gols, virando o jogo e colocando após muito sofrimento a Argentina de forma direta em mais uma Copa do Mundo.

Lionel Messi fez ontem a sua melhor partida com a camisa da Argentina. La Pulga colocou a bola no braço e colocou a seleção albiceleste na Copa do Mundo.
FOTO: FACEBOOK OFICIAL DA (AFA) ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL ARGENTINO

 

COLÔMBIA 

A forte e talentosa seleção colombiana conquistou no sufoco na última rodada e fora de casa a ultima vaga direta para a Copa do Mundo. Mas a campanha foi turbulenta e muitas críticas e desconfiança pairaram em cima dos jogadores e principalmente no contestado José Pekermann que viu se cargo ameaçado em algumas rodadas das eliminatórias.

Após empatar com o Brasil, a equipe dependia apenas de uma vitória frente ao Paraguai em Bogotá para conseguir a classificação na penúltima rodada. Os colombianos saíram na frente, mas foram surpreendidos nos 7 minutos finais quando levou a virada e viu a sua participação na Copa estar risco.

A decisão seria contra um adversário direto pela vaga, a boa e surpreendente seleção peruana e no caldeirão do Estádio Nacional de Lima. O jogo foi muito duro e dramático. A Colômbia se beneficiava com tropeços de Chile e Paraguai, e saiu na frente com o artilheiro Falcão Garcia. Aos 31 minutos, o Peru chegou ao empate com Paolo Guerrero. Mas mesmo com muitos problemas, aos trancos e barrancos, a Colômbia disputará a Copa do Mundo da Rússia.

A talentosa geração colombiana liderada por James Rodriguez e Falcão Garcia colocaram com emoção Los Cafeteros na Copa da Rússia.
FOTO: FIFA.COM

 

PERU

A simpática seleção conquistou a quinta e a vaga para repescagem que será disputada contra a Nova Zelândia em jogos de ida e volta, com uma campanha extremamente instável e surpreendente. E o responsável pelo grande feito foi o técnico Ricardo Gareca que teve uma breve passagem pelo Palmeiras. O Peru vive também um momento que tem a melhor geração dos últimos anos, tendo jogadores como Paolo Guerrero, Cueva, Yotún, Edson Flore e o experiente Farfán.

Os peruanos viveram 98 minutos de muita tensão e sofrimento, pois a combinação dos resultados tirava os peruanos da Copa. A pressão já era absurda pra cima da Colômbia. Foi em um lance inusitado que o gol heróico e salvador aconteceu, aos 31 minutos do segundo tempo. Uma falta foi marcada na entrada da área em dois lances, na bola estavam Cueva e Guerrero, mas o astro e ídolo peruano bateu direto pro gol. O goleiro colombiano David Ospina se confundiu e acabou tocando na bola tornando o gol legal. Uma explosão sem igual da torcida peruana que foi a loucura após o apito final.

Um dos principais jogadores e ídolo peruano. Esse é Paolo Guerrero que foi herói ao marcar de falta o gol que colocou os peruanos na repescagem e com boas chances de chegarem a Copa do Mundo, após 26 anos.
FOTO: FACEBOOK OFICIAL FEDERAÇÃO PERUANA DE FUTEBOL.

 

CHILE

A maior decepção dessas eliminatórias  foi sem dúvida a seleção chilena, bicampeã da Copa América e uma das sensações da América do Sul. Os chilenos iniciaram bem a competição chegando a vencer o Brasil na estreia, mas no decorrer da competição, muitos problemas cercaram a seleção. A saída de Sampaoli e a chegada de Pizzi que teve muitos problemas extra campo para resolver e que sem dúvida prejudicaram a equipe dentro de campo. O tempo foi passando e o Chile vivia momentos de muita instabilidade. Isso levou a la Roja a última rodada com um enorme desafio para chegar a Copa do Mundo.

O Chile precisava vencer ou empatar com o Brasil fora de casa e ainda torcer por uma combinação de resultados. A equipe conseguiu ainda segurar o empate até boa parte do segundo tempo, mas acabou levando três gols e acabou ficando fora da Copa do Mundo.

O meia Arturo Vidal é a imagem do fracasso da promissora seleção chilena, que está fora da Copa do Mundo.
FOTO: FIFA.COM

 

Ilustração de capa: Logotipo da Copa do Mundo 2018  / FIFA.

 

Redator da Matéria: Bruno Mattos de São Paulo

Bruno Mattos

Bruno Mattos

5 posts | 0 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INTERVALO - Rádio Poliesportiva