GP da Inglaterra de 2003 – A invasão do padre e a vitória de Barrichello

GP da Inglaterra de 2003 – A invasão do padre e a vitória de Barrichello

Like
213
0
sexta-feira, 22 maio 2020
Automobilismo

Sem dúvida, o GP da Inglaterra de 2003 foi uma das grandes provas da história da Fórmula 1. Rubens Barrichello largaria na pole, mas na largada perderia a liderança. Entretanto, o seu bólido da Ferrari estava muito rápido e nada podia lhe tirar a vitória. Nem mesmo, a invasão de um certo padre Irlandês. Portanto, essa foi a sua sexta vitória na F1. Outro brasileiro, Cristiano da Matta, em seu primeiro ano de F1 pela Toyota, sentiu o gostinho de liderar um GP por algumas voltas.      

Por: Luiz Maximo Morelo, de São Paulo, SP.

Largada do GP da Inglaterra

O domingo daquele 20 de julho de 2003 começou com um clima ameno em Silverstone. Como a tradição, a torcida inglesa lotou as dependências do circuito. Para largar, a Renault já vinha demonstrando ter uma eletrônica muito superior às demais. Dessa forma, Rubens Barrichello, o pole position perdeu a liderança para Jarno Trulli na largada. Além disso, Rubens Barrichello também foi ultrapassado por Kimi Räikkönen caindo para o 3º lugar.

A corrida seguiu com os líderes andando em um ritmo forte e similar. Logo no início, a proteção de cabeça de David Coulthard se soltou do carro e caiu no meio da pista na 6ª volta. Por causa disso, Coulthard foi obrigado a ir aos boxes. Assim, os dois pilotos da Toyota seguiram o escocês. Cristiano da Matta e o francês Olivier Panis foram para os boxes. Eles adiantaram a parada, já que corriam com uma estratégia de três paradas.

A invasão do padre

A corrida, no entanto, ganhou movimentações e troca de líderes. Entre eles, Kimi Räikkönen, Ralf Schumacher, Jarno Trulli e até mesmo o estreante brasileiro Cristiano Da Matta. Nesse ínterim, o padre irlandês Cornelius Horan invadiu a pista na 11ª volta. Dessa forma, provocando nova intervenção de Safety Car. Por consequência, a movimentação nos pits ficou intensa.

Foi justamente após esse segundo Safety Car que o brasileiro Cristiano da Matta assumiu a liderança que durou por 17 voltas até a segunda parada nos boxes. O brasileiro terminaria esse GP em 7º lugar.

O arrojado Barrichello

Após certo tempo, Rubens Barrichello assumir a liderança novamente. Com ultrapassagens arrojadas, Rubens Barrichello fez uma das suas melhores corridas de sua carreira na Fórmula 1. 

Enfim, Rubens Barrichello venceu e Cornelius Horan foi preso. Porém, infelizmente, um ano depois, Cornelius Horan apareceria nos holofotes mundiais. Dessa vez, ele invadiu a maratona das Olimpíadas de Atenas e atrapalhou Vanderlei Cordeiro de Lima que liderava a maratona e podia ter conquistado a medalha de ouro. Se em Silverstone, o Brasil venceu, um ano depois, a vitória escapou por causa desse incidente.

Clássicos da Fórmula 1 – GP da Inglaterra de 2003. Ouça o podcast! 

Contudo, Luiz Maximo Morelo apresenta, em podcast, mais uma edição do Clássicos da Fórmula 1. Saiba em detalhes como foi esse GP, um dos mais espetaculares e imprevisíveis da história da Fórmula 1. Portanto, aperte os cintos e curta a viagem no tempo. Assim, clique no play logo abaixo e ouça:

 

Barrichello no lugar mais alto do pódio do GP da Inglaterra de 2003. Foto: Formula1.com

Quer mais? 

Além disso, no canal do Youtube oficial da Fórmula 1, foi disponibilizada a íntegra dessa corrida. A transmissão está com a narração e comentários em inglês. Basta clicar no link do Youtube abaixo. Será necessário clicar na notificação que aparecerá para ser redirecionado ao Youtube. Portanto, você não conseguirá reproduzir aqui na própria página da Poliesportiva.

Foto destaque: Scuderia Ferrari / Reprodução

Luiz Máximo Moreno Morelo

Luiz Máximo Moreno Morelo

Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 65 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acompanhei o automobilismo, nos anos de 1960 e começo dos anos 1970 pelos jornais e também pelas Revistas Quatro Rodas e Auto Esporte, depois pela TV. Sempre vibrei muito com os pilotos brasileiros. Sou fã assumido e declarado de Norman Graham Hill, mais conhecido como Graham Hill. Para mim ele é o maior piloto de todos os tempos, pois até hoje foi o único a conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo!

318 posts | 0 comments

Comments are closed.