Fórmula E: Lucas Di Grassi vence o ePrix de Berlin e volta para a briga pelo título

Fórmula E: Lucas Di Grassi vence o ePrix de Berlin e volta para a briga pelo título

Like
134
0
domingo, 26 maio 2019
Fórmula E



Por: Paulo Arnaldo, de Maceió, AL.


O brasileiro Lucas Di Grassi ultrapassa Stoffel Vandoorne e Sebastien Buemi e conquista a vitória no ePrix de Berlin. Foi uma grande prova do piloto brasileiro da equipe Audi. Di Grassi se torna o segundo piloto da temporada a vencer pela segunda vez e agora fica na vice-liderança do campeonato, 6 pontos atrás do líder Jean-Éric Vergne, que finalizou essa corrida no pódio, em terceiro lugar.


Na Superpole, Sebastien Buemi acabou registrando a melhor marca e garantiu a pole-position. Sottefl Vandoorne andou rápido mais uma vez e garantiu o segundo lugar. E o brasileiro Lucas Di Grassi que liderou na maior parte da sessão acabou ficando com o terceiro lugar. O outro brasileiro da prova, Felipe Massa que fez uma ótima corrida em Mônaco, apenas largou do 19º lugar. E o líder do campeonato, Jean-Éric Vergne saiu do nono lugar.

Porém, para a corrida, Lucas Di Grassi comprovou o grande desempenho dos treinos e partiu logo para cima dos dois primeiros colocados no grid. Di Grassi sempre andou bem no circuito montado dentro do aeroporto de Tempelhof que fica situada na capital alemã. Aliás, nessa pista não seguiu a tendência de outras corridas. Por ser uma pista mais larga, a corrida transcorreu sem tantos incidentes ou batidas. Com isso, nada de bandeira vermelha na corrida, algo um pouco corriqueiro nessa temporada.

Na largada, Buemi saiu com tranquilidade e conservou a primeira posição. Da mesma forma, Stoffel Vandoorne partiu sem problemas do segundo lugar. Já Lucas Di Grassi sofreu um pouco de pressão nas ações iniciais de Gary Paffet que partiu da quarta colocação. Paffet ameaçou, mas logo Di Grassi o deixou para atrás e encostou em Vandoorne. Não demorou para Di Grassi fazer o mergulho e a manobra para ultrapassá-lo, e dessa forma assumir a segunda posição.

Di Grassi manteve o bom ritmo e não tardou para se aproximar e ultrapassar o líder da prova Sebastien Buemi. Paffet ficou para trás e logo foi ultrapassado por Daniel Abt e Alex Lynn. A partir desse momento e ao contrário de Gary Paffet, Antônio Félix da Costa e Jean-Éric Vergne cresciam na prova. Ambos logo ultrapassaram Paffet. Logo depois, no modo ataque, Félix da Costa deixava para trás Lynn, Abt, Vandoorne e até Buemi.

Enquanto isso, lá na frente, Di Grassi abria uma vantagem maior, cerca de 2 segundos. No meio do pelotão, Oliver Rownland quase causou um acidente ao espremer Pascal Wehrlein no muro. Pouco tempo depois, Vergne resolveu acionar o modo ataque e enfileirou ultrapassagens. Sobre o Lynn, Abt e Da Costa para assumir a terceira posição da prova. Buemi já havia recuperado a segunda posição. Da Costa deu o troco em Vergne e retomou o terceiro lugar. Abt, atrás deles rodou e causou a primeira bandeira amarela da prova.

No acionamento da bandeira verde e relargada, Vergne partiu para cima de Félix da Costa e ultrapassou para assumir a terceira posição. Di Grassi conseguiu manter a primeira colocação e ainda por cima registrar o melhor tempo de volta da corrida. Na bandeirada, Di Grassi ficou com a vitória com Buemi em segundo e Vergne completando o pódio em terceiro. Antônio Félix da Costa, Stoffel Vandoorne, Daniel Abt, Alexander Sims, Oliver Rownland, Sam Bird e Pascal Wehrlein completaram os dez primeiros.


Confira a classificação final da prova

Resultado final da prova. Fonte: ABB Fórmula E / Twitter



Confira a classificação atualizada do campeonato

Posição atualizada dos pilotos. Fonte: ABB Fórmula E / Twitter
Posição atualizada das equipes no campeonato. Fonte: ABB Fórmula E / Twitter



Foto em destaque: Alastair Staley / LAT Images/ FIA ABB Fórmula E / Site



Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

468 posts | 2 comments

Comments are closed.