Copa do Mundo: Retrospectiva dos jogos das quartas de final

Copa do Mundo: Retrospectiva dos jogos das quartas de final

Like
281
0
domingo, 08 julho 2018
Copa do Mundo FIFA
Por: Bruno Mattos, de São Paulo 

A Copa do Mundo Rússia 2018 vai chegando a sua reta final, e tivemos grandes confrontos na fase de quartas de final. Confira abaixo uma análise completa dos confrontos e veja quem segue na busca pelo título.

 

França 2 x 0 Uruguai

Na etapa inicial, o jogo foi extremamente pegado e disputado como era esperado. O Uruguai sentia bastante a ausência de um de seus principais jogadores, o atacante Edison Cavani. E os azuis chegaram ao gol após cobrança de falta de Griezmann, o zagueiro Raphael Varane fez de cabeça.

No segundo tempo, a Celeste voltou com uma postura mais ofensiva na busca do gol de empate. Mas quem chegou ao gol foi a França, com o atacante Antoine Griezmann que arriscou de longe e contou com a falha do goleiro uruguaio Muslera. Após a terrível falha e o segundo gol tomado, os comandados de Maestro Tabárez não tiverem poder de reação e virão a sua trajetória na Copa do Mundo chegar ao fim.

 

A França do jovem MBappé chega a semifinais da Copa do Mundo.
Foto: FIFA World Cup/Facebook

 

Brasil 1 x 2 Bélgica 

O Brasil começou o jogo com intensidade, buscando acelerar o jogo e empurrar os belgas para o seu campo defensivo. Mas o perigoso time belga tinha clara a sua estratégia, que era de se fechar em linha alta, retomar a bola e contra-atacar com velocidade e aproximação, principalmente entre os seus craques Eder Hazard e Kevin De Bruyne. E foi desta maneira que os “diabos vermelhos”chegaram aos 2 a 0 ainda na primeira etapa. Primeiro, após cobrança de escanteio de Chadli, o gol contra do volante Fernandinho. E o segundo, um contra-ataque mortal comandado pelo Lukaku, Paulinho tentou desarmá-lo num carrinho mas que serviu de passe para o De Bruyne que da entrada da área mandou um chutaço e marcou um golaço.

Na etapa final, o time do técnico Tite foi para o tudo ou nada. O meio campo foi adiantado e a pressão no ataque para buscar o empate se deu do começo ao fim dessa segunda etapa. Com isso deu aos belgas o que eles mais queriam, o contra-ataque. Tite promoveu as entradas de Renato Augusto e Douglas Costa que deram vida ao time brasileiro. De tanto pressionar, aos 30 minutos, o Brasil diminuiu com o meia Renato Augusto de cabeça após passe de Coutinho. Os 15 minutos finais foram tensos e dramáticos, com a seleção “canarinho” em busca do empate, enquanto que a Bélgica se fechava cada vez mais e buscara o contra-ataque para matar o jogo. O Brasil ainda teria o último ataque do jogo, em chute do Neymar que obrigou Courtois a fazer grande defesa. Mesmo com as chances de gol, o Brasil se despede da Copa do Mundo. Já a tão contestada “geração belga” volta a uma semifinal de Copa do Mundo após 32 anos.

 

O meia Kevin De Bruyne foi um dos destaques da vitória e da classificação Belga
Foto: FIFA World Cup / Facebook

 

Inglaterra 2 x 0 Suécia 

Os ingleses foram superiores na primeira etapa. Jogando em velocidade pelos lados do campo e apostando muito na jogada aérea para furar o bom e consistente sistema defensivo Sueco. E o primeiro gol saiu após cobrança de escanteio, o zagueiro Maguire subiu mais alto do que toda zaga da Suécia e abriu o placar.

Na etapa complementar, a Suécia saiu de sua característica mais defensiva na busca da reação. Mas a Inglaterra fazia um grande jogo taticamente, com toque de bola, controle do jogo e fazendo o tempo passar. E o meia Dele Ali fez o gol que colocou o English Team nas semifinais após 28 anos.

 

O zagueiro Harry Maguire comemora o primeiro gol do English Team, na vitória frente a Suécia.
Foto: FIFA World Cup/Facebook

 

Croácia 1(1) (4) x (3) (1) 1 Rússia 

O jogo começou em ritmo intenso, ao contrário da partida anterior. Os anfitriões saíram na frente com um golaço do meia Cheryshev que acertou o ângulo do goleiro Subasic. Mas os croatas mantiveram o foco e a concentração e chegaram a igualdade com o atacante Kramarić.

Nos 45 minutos finais, o jogo foi mais equilibrado. A Croácia foi um pouco mais superior, com mais posse de bola e com mais aproximação na aérea da Rússia. E pela segunda vez consecutiva para as duas equipes, o jogo foi para a prorrogação.

Na prorrogação, a Croácia fez o gol que parecia o da classificação, com o zagueiro Vida ao 11 minutos. Mas o improvável aconteceu mais uma vez nesta Copa do Mundo. Aos 10 minutos do segundo tempo da prorrogação, a Rússia chegou ao empate com o lateral brasileiro naturalizado russo Mario Fernandes de cabeça, levando a loucura a torcida russa em Sochi.

Na decisão por pênaltis, brilhou mais uma vez a estrela do goleiro Subasic que defendeu um pênalti e ajudou a Croácia a chegar as semifinais após 20 anos.
Já para Rússia termina a sua campanha espetacular, surpreendendo e chegando entre os oito melhores.

 

Após 20 anos a Seleção Croata retorna as quatro melhores da Copa do Mundo.
Foto: FIFA World Cup/Facebook

 

 

 

Semifinais.

10/07 – 15:00 – França x Bélgica

11/07 – 15:00 – Inglaterra x Croácia

 

 

 

 

Foto em destaque: FIFA World Cup/Facebook

Bruno Mattos

Bruno Mattos

69 posts | 0 comments

Comments are closed.