Confira a retrospectiva de todos os jogos das oitavas de final da Copa do Mundo 2018

Confira a retrospectiva de todos os jogos das oitavas de final da Copa do Mundo 2018

Like
395
0
terça-feira, 03 julho 2018
Copa do Mundo FIFA

Por: Bruno Mattos, de São Paulo

 

Foram definidos as oito seleções que jogarão as quartas de final e seguem em busca do sonho de conquistar o título da Copa do Mundo da FIFA. O mundial na Rússia vem reservando grandes emoções. Aqui, um resumo de tudo que aconteceu nas oitavas de final da Copa do Mundo. Confira!

 

França 4 x 3 Argentina 

Em jogo bastante movimentado, Le Blues fez grande jogo e eliminou a Argentina. Os franceses foram premiados com a exibição de gala de seu jovem atacante Kylian Mbappé, que fez dois dos quatro gols da França. No primeiro tempo, Griezmann abriu o placar de pênalti, os hermanos  chegaram ao empate com um golaço de Angel Dí Maria.

Na etapa final, os comandados de Deschamps voltaram desligados no jogo e viram a Argentina chegar a virada com o defensor Mercado, após jogada de Messi. Mas a alegria dos sul-americanos duraram pouco, pois logo em seguida, o lateral Pavard empatou com um golaço de fora da área. E MBappé fez o terceiro e o quarto gol francês. Nos acréscimos, Agüero ainda diminuiu, mas não tinha tempo pra mais nada.

 

O Craque Kylian MBappé foi o comandante dos Le Blues e teve grande atuação frente a Argentina.
Foto: FIFA/Facebook

 

 

Uruguai 2 x 1 Portugal 

A Cidade de Sochi presenciou um grande jogo pelas oitavas de final. A seleção celeste começou melhor e saiu na frente com o atacante Edison Cavani após passe de Luizito Suárez. Já Portugal tinha muitas dificuldades para criar as chances de gol e viam o seu craque Cristiano Ronaldo completamente anulado pelo sistema defensivo da Celeste.

Nos 45 minutos finais, os portugueses voltaram melhor, imprimindo mais velocidade após a entrada de Ricardo Quaresma e ameaçando mais a meta do  goleiro Muslera. E aos 10 minutos, o zagueiro Pepe empatou o jogo após cobrança de escanteio. Mas a alma e a mística da camisa uruguaia prevaleceram e aos 17 minutos o atacante artilheiro Cavani acertou uma linda finalização e fez o gol que colocou o Uruguai nas quartas de final da Copa do Mundo.

O artilheiro Edison Cavani foi o nome do jogo, ao marcar os dois gols que colocaram a Celeste Olímpica nas Quartas de Final.
Foto: FIFA/Facebook

 

 

Rússia 1(4) x (3)1 Espanha 

Antes da Copa do Mundo era surreal imaginar que os anfitriões iriam tão longe! Os resultados da Rússia antes da Copa eram bem ruins. E a missão da Rússia era dura, pois tinham pela frente um dos favoritos ao título. O jogo começou e a Fúria saiu na frente com um gol contra do zagueiro Ignashevich. A Espanha relaxou enquanto que os donos da casa mantiveram o foco e a concentração até empatarem o jogo no final do primeiro tempo após Piqué subir de cabeça na área da Espanhe e tocar na bola com a mão. Pênalti marcado, cobrado e convertido pelo atacante Dzyuba.

Na etapa complementar, o jogo trouxe como esperado a Espanha tomando a iniciativa do ataque e buscando o gol a todo momento. Mas a Espanha era parada no bom sistema defensivo dos russos e na boa atuação do goleiro Akynfeev. Nos 30 minutos da prorrogação, os espanhóis tentavam se aproveitar do cansaço físico da Rússia e pressionavam bastante, porém sem muita objetividade. Pela primeira vez nesta Copa, o jogo seguiu para a disputa de pênaltis. Foi aí que brilhou a estrela do experiente goleiro Ygor Akynfeev que defendeu as cobranças do meia Koke e do atacante Aspas, colocando os anfitriões na próxima fase.

 

Um das maiores triunfos do futebol russo, os anfitriões surpreendem e eliminam uma das favoritas ao título.
Foto: FIFA/Facebook

 

 

Croácia 1(3) x (2)1 Dinamarca 

Croatas e dinamarqueses fizeram um jogo bastante equilibrado. Mas o jogo começou eletrizante, quando os Nórdicos saíram na frente com o zagueiro Jorgensen. Mas os Balcãs chegaram ao empate com o atacante matador Mario Mandjzukić. A partir daí, o jogo ficou truncado, com os dois sistemas defensivos prevalecendo sobre os ataques.

O jogo foi para a prorrogação e no último minuto, os Croatas tiveram a bola da classificação. Um pênalti marcado à favor da Croácia. O gol que seria da classificação Mas o meia Luka Modric desperdiçou o pênalti, muito bem defendido pelo goleiro Kasper Schmeichel. Nas disputa de pênaltis, o goleiro Subasic defendeu três cobranças e levou a Croácia a fase de quartas de final, após 20 anos.

 

Os croatas comemoram a classificação, após eliminar nos pênaltis a Dinamarca.
Foto: FIFA/Facebook

 

 

Brasil 2 x 0 México 

Com excelente atuação do craque Neymar, a seleção brasileira venceu o México e avançou às quartas de final da Copa do Mundo. Na etapa inicial, a equipe de Juan Carlos Osório começou atacando e pressionando a seleção canarinho com as jogadas ofensivas de muita velocidade, sobretudo no lado esquerdo esquerdo, lado direito da defesa brasileira. Aos poucos, o Brasil foi entrando no jogo e passou a criar oportunidades de gol nos vinte minutos finais da primeira etapa.

Na etapa final, o técnico Tite alterou o posicionamento do meia Willian que cresceu no jogo e iniciou a jogada do primeiro gol brasileiro aos 6 minutos com o atacante Neymar. Após abrir o placar, os comandados de Tite começaram a cadenciar o jogo e a trabalhar mais a bola e os contra-ataques. Aos 42 minutos, o atacante Roberto Firmino fez o segundo gol brasileiro, após boa jogada de Neymar. Decretando assim a vitória e a classificação do Brasil para as quartas de final.

 

O craque Neymar brilhou e levou a seleção canarinho a próxima fase da Copa do Mundo.
Foto: FIFA/Facebook

 

 

Bélgica 3 x 2 Japão 

O jogo começou com os japoneses marcando forte em linha alta, adiantando a sua marcação neutralizando a troca de passes dos belgas e forçando as ligações diretas. Por isso, os “diabos vermelhos” não conseguiram imprimir o forte ritmo de seu sistema ofensivo e tiveram dificuldade para chegar ao gol do goleiro Kawashima.

O segundo tempo teve ares de dramaticidade. Logo aos 3 minutos, em ótima jogada de contra-ataque, o meia Shibasaki abriu o placar para os samurais azuis. Quatro minutos depois, Inui colocou os nipônicos próximos das quartas de final. Mas a “geração belga” reagiu logo depois, aos 24 minutos, quando o zagueiro Vertonghen diminiu e aos 29, quando o atacante Felaini empatou de cabeça. Quando parecia que o jogo se encaminhava para a prorrogação, os comandados de Roberto Martínez se aproveitaram da ingenuidade dos japoneses e armaram um forte contra-ataque e chegaram ao gol da classificação no último minuto de jogo com Chadli.

” Os Diabos Vermelhos” tiveram grande reação contra o Japão, e agora enfrentam o Brasil nas Quartas de Final.
Foto: FIFA/Facebook

 

 

Suécia 1 x 0 Suíça 

A etapa inicial foi marcada por muita marcação de ambos os lados, com duas equipes que jogam baseadas em seus sistemas defensivos. Tecnicamente o jogo foi fraco e sem grandes chances de gols.

No segundo tempo os Suíços voltaram com uma postura e um esquema mais ofensivo e foram superiores ao time Sueco nos 15 primeiros minutos. Após os 20 minutos a Suécia melhorou e entrou mais no jogo, e o meia Fosberg fez o gol que colocou os Suecos nas Quartas de final após 24 anos. A última aparição nesta fase foi na Copa de 94, quando a Suécia chegou as Semifinais.

Em jogo disputado, a Suécia vence e chega as Quartas de Final após 24 anos. Foto: FIFA/Facebook

 

 

Inglaterra 1 (4) x (3) 1 Colômbia 

O primeiro tempo em Moscou trouxe uma Colômbia apostando em uma estratégia e postura mais conservadora, para pode ganhar a “guerra” do meio campo. Funcionou bem o sistema defensivo colombiano, os meias e atacantes do English Team tiveram pouco a espaços e consequentemente raras oportunidades de gol. Ofensivamente o meia James Rodríguez que não jogou devido uma lesão fez bastante falta, o sistema de criação da Colômbia tinha dificuldades, e a estratégia do técnico José Pekermann era encaixar contra-ataques na retomada da bola mas sem sucesso, devido ao bom trabalho defensivo do volante Henderson, Los Cafeteros também basearam o seu poder ofensivo nos lados do campo, com Arias/Cuadrado e Mojica/Lerma. Já os ingleses não conseguiram agredir e ameaçar a equipe Sul-americana. A Inglaterra teve a bola, mas não traduziu essa posse/controle em chances claras de gol.

Na etapa complementar a Inglaterra voltou pressionando e saiu na frente com o artilheiro Harry Kane aos 12 minutos, após cobrança de pênalti. O jogo tomou tons dramáticos nos minutos finais. E em um verdadeiro milagre a Colômbia empatou nos acréscimos com um gol de cabeça do zagueiro artilheiro Yerri Mina.
Na prorrogação os ingleses foram melhores, com mais controle do jogo e criando mais oportunidade, mas a decisão foi a disputa de penalidades. A Colômbia perdeu dois pênaltis e o volante Henderson colocou a Inglaterra na próxima fase.

O jovem goleiro Pickford defende uma das cobranças da Colômbia. Os ingleses estão nas Quartas de Final da Copa do Mundo.
Foto: FIFA/Facebook

 

 

Quartas de final 

06/07 – 11:00 – França x Uruguai – Nizhny Novgorod

06/07 – 15:00 – Brasil x Bélgica – Kazan

07/07 – 11:00 –  Inglaterra x Suécia – Samara

07/07 – 15:00 – Rússia x Croácia – Sochi

 

 

 

Foto em destaque: FIFA World Cup / Facebook

Bruno Mattos

Bruno Mattos

69 posts | 0 comments

Comments are closed.