Brasil estreia contra Nova Zelândia no Mundial de Basquete

Brasil estreia contra Nova Zelândia no Mundial de Basquete

1
151
0
sábado, 31 agosto 2019
Basquete

Neste domingo (1), às 5h (Brasília), a Seleção Brasileira Masculina faz seu primeiro jogo no Mundial de Basquete na diante da equipe da Nova Zelândia. Em seguida, o adversário será a Grécia (3) e, por último, Montenegro (5) na primeira fase da Copa do Mundo. 

Por: William Truppel, de Ribeirão Preto, SP.

O Mundial de Basquete 2019

O campeonato começou neste sábado (31) a ser disputado na China e vai até o dia 15 do próximo mês. Entretanto, essa competição é classificatório para as Olimpíadas 2020. Assim sendo, o Brasil precisa ficar entre as duas melhores Seleções do continente americano neste Mundial. Do contrário, terá que jogar o Pré-Olímpico das Américas de Basquete no ano que vem.

Estão na Copa do Mundo 32 Seleções, divididas em oito grupos, com quatro equipes em cada. O Brasil está na Chave F, na cidade de Nanquim. Na última edição da competição, em 2014, o Brasil foi sexto colocado na classificação geral, entretanto, sagrou-se campeão por duas vezes do Mundial de Basquete Masculino: em 1959 e 1963.

O treinador Aleksandar Petrovic, que comanda a Seleção Brasileira, definiu os 12 atletas para a disputa da Copa do Mundo. Marcelinho Huertas, Rafa Luz e Yago (armadores); Alex Garcia, Leandrinho, Marquinhos, Didi e Vitor Benite (alas); Augusto Lima, Bruno Caboclo, Cristiano Felício e Anderson Varejão (pivôs) foram os escolhidos.

Rafael Hettsheimeir e Raul Neto, mais conhecido como Raulzinho, são as principais ausências. Hettsheimeir está fora por opção do treinador. Raulzinho, por sua vez, se recupera de lesão. Em tempo, Nenê Hilário – brasileiro com maior número de temporadas na NBA, 16 no total, optou por não defender a Seleção novamente. Especula-se que o atleta, aos 36 anos, decida encerrar a carreira.

Ginásio Wlamir Marques – Brasil X Canadá. Foto: Paulo Arnaldo / Poliesportiva

Missão complicada desde o princípio 

A caminhada do Brasil nesta edição do Mundial de Basquete tende a ser árdua. A Seleção deve disputar a segunda colocação no Grupo F. A Grécia, liderada pelos irmãos Antetokounmpos, é favorita absoluta para ficar com o primeiro lugar. Então, se confirmada a expectativa, restará somente uma vaga e dois concorrentes na briga com o Brasil pela classificação à etapa seguinte do torneio: Montenegro e Nova Zelândia.

Essas duas Seleções têm qualidades e podem fazer frente à equipe brasileira. Os montenegrinos praticam um estilo de jogo oriundo da tradicional escola iugoslava de basquete e, portanto, devem ser vistos como fortes adversários. No entanto, vale mencionar que o Brasil venceu Montenegro, por 80 a 69, em torneio realizado na cidade de Lyon (França) durante período de preparação para a Copa do Mundo.

Por outro lado, a Nova Zelândia, por sua vez, pode ser considerada a “quarta força” na Chave, contudo, não égalinha-morta“; mesmo sem contar com Steve Adams, atleta do Thunder na NBA e principal jogador neozelandês na atualidade. Afinal, a equipe da Oceania já mostrou ser capaz de surpreender em Mundiais. Em 2002, terminou na quarta posição – à frente, inclusive, dos EUA.

Foto em destaque: Paulo Arnaldo / Poliesportiva

Comments are closed.